Primeiramente, antes de prosseguir com a leitura desse case, recomendamos que você leia esse artigo, onde explicamos teoricamente o que são somatórios, condicionais, fórmulas, filtros nos grupos de produto e campos escondidos no seu modelo de proposta. 

Dito isso, vamos começar a explorar esse primeiro caso de uso das propostas comerciais dentro do Ploomes.
__________________________________
O que você vai encontrar nesse artigo?

  • ICMS (simples) – Como calcular esse imposto nas suas negociações?
  • IPI – Como adequar as variações desse imposto nos seus diferentes produtos?
  • Um exemplo prático de como montar o seu modelo de proposta

ICMS 

O ICMS é um imposto condicional, isto é, depende da origem e do destino da mercadoria. Nesse artigo, vamos estudar um caso onde a alíquota do ICMS não varie de acordo com as mercadorias, apenas com a rota de transporte do produto ou serviço. Veja a tabela com todas as alíquotas em porcentagem do ICMS no Brasil. 

Fonte: https://blog.sage.com.br/tabela-icms-2018-atualizada/

Para fins didáticos, vamos imaginar que a sua empresa tenha sede em SP, e venda produtos apenas para os estados de SP e RJ. 

Sabendo disso, temos duas formas de calcular esse ICMS:
Quando a alíquota depende apenas da origem e do destino das nossas vendas ou quando ela varia com a mercadoria. Em um outro artigo, iremos trazer a lógica do ICMS aplicada a variância da alíquota por mercadoria. 

Dito isso, de acordo com a tabela, se vendermos para um cliente de SP, o ICMS aplicado é de 18%. Se o cliente for do RJ, essa alíquota é de 12%. 

Vamos ver como isso funciona dentro do Ploomes!

Para que você se familiarize com os modelos de proposta, leia esse artigo antes de prosseguir. 

O primeiro passo é criar um campo na sua proposta, visto que a alíquota nesse caso depende apenas da rota do transporte,  chamado "ICMS" do tipo "porcentagem". 

Como sabemos que o valor desse campo varia de acordo com o endereço do cliente, precisamos criar uma fórmula condicional desse tipo: 

            Obs.: dê zoom (Control +) para poder visualizar melhor

Para confirmar, vamos criar negócios com clientes de São Paulo e com clientes do Rio de Janeiro. 

Vemos que ao selecionar um cliente do RJ, o ICMS automaticamente resulta em 12%, e ao selecionar um cliente de SP, 18%.

Agora, precisamos fazer com que o Ploomes calcule o VALOR do ICMS. Para isso, vamos criar um campo chamado "Valor ICMS" no seu modelo. 

O valor do imposto é calculado através da multiplicação do valor da mercadoria pela alíquota do ICMS, por exemplo:

Se for um cliente de São Paulo, cujo valor total da lista de produtos seja R$1.000,00 o cálculo será realizado dessa maneira: 

1000*0,18 = 180, portanto, o valor do ICMS é de R$180,00. 

Obs.: Como nesse caso o ICMS não varia de acordo com o produto, podemos calcular o imposto através do total da proposta (afinal, se tivermos 10 produtos com o valor de R$100,00, não precisamos somar 10 vezes 10% desses R$100,00, podemos diretamente calcular 10% de R$1000,00) 

Configurando a fórmula do campo "Valor do ICMS": 

Vamos conferir se o ICMS está sendo calculado corretamente! 

       Obs.: Para aprender a adicionar uma margem no valor unitário, como apresentada no vídeo, leia esse artigo. 

Vimos que o valor do ICMS está sendo calculado automaticamente de acordo com o valor total dos produtos e da alíquota! 

IPI

O IPI é um imposto sobre os seus produtos e a sua alíquota varia de acordo com a essencialidade das mercadorias.
Para fins didáticos, separamos as alíquotas dos IPI dos produtos dentro de grupos, veja: 

Criando o campo "Possui IPI?" 

Criando o campo "Valor do IPI" 

Como alguns dos seus produtos não possuem IPI, isto é, possuem alíquota igual a zero, e outros possuem alíquotas variadas, vamos criar quatro seções no modelo da proposta: três para produtos com IPI e uma para produtos sem a incidência desse imposto. 

No modelo, podemos criar quatro tabelas de produto, veja: 

As três primeiras, conterão os produtos que têm alíquota de IPI maior que zero. A quarta por sua vez, apenas os produtos cuja alíquota seja igual a zero. 

Para nomear a seção desses produtos, vamos clicar com o botão direito sobre a tabela e em seguida em "Detalhes da seção"

E aqui, poderemos dar um nome a essa seção, observe: 

Feito isso nas quatro seções, veja como fica a disposição dessas tabelas de produto na hora de criarmos um negócio: 

Agora, precisamos filtrar os grupos que aparecem em cada uma dessas seções, isto é, os grupos "Automóveis", "Pneu" e "Serviços" precisam estar listados nas suas respectivas seções  enquanto os outros, na seção cuja alíquota seja igual a zero. 

Para isso, vamos novamente até os "Detalhes da seção" e clicaremos em "Editar filtro dessa tabela de produtos"

Agora, você poderá escolher quais os grupos que devem ser listados nessa seção: 

Feito isso nas quatro seções, vamos ver como fica o nosso formulário de novo negócio!

Podemos perceber que as seções estão filtrando os grupos corretamente, de acordo com a nossa classificação!

Calculando o IPI na sua proposta

O cálculo do IPI é igual ao valor da mercadoria multiplicado pela alíquota, veja esse exemplo: 

Valor da mercadoria: R$200,00
Alíquota do IPI: 15%
Valor do IPI: 200*0,15 = R$30,00

Vamos criar um campo chamado "Valor do IPI XX%" para cada seção da sua proposta: 

E em seguida, adicioná-lo dentro de cada uma das tabelas de produto, como na seguinte imagem: 

Para que o campo calcule o valor do IPI, precisaremos da seguinte fórmula: 

No campo Total do IPI 15%, a divisão é "15/100", no campo Total do IPI 20%, "20/100" e no campo Total do IPI 30%, "30/100".

Vamos conferir se os valores estão sendo calculados corretamente! 

Podemos observar que o IPI está sendo calculado corretamente de acordo com cada seção. 

Vamos calcular agora o valor total do IPI na proposta, isto é, a soma de todos os totais até agora! 

O primeiro passo é criar um campo na proposta chamado "Valor IPI", como esse: 

O segundo passo é configurar a fórmula, de maneira que o campo some todos os campos "Valor do IPI XX%" e traga o resultado desejado. 

Confira a fórmula do campo em ação! 

Modelo de proposta

De nada adianta sabermos tudo sobre as fórmulas e campos de proposta, se não conseguirmos ter um modelo funcional que atenda às nossas necessidades. 

Com todas essas informações em mente, assista a esse vídeo, onde eu mostro o modelo completo, gerando uma proposta teste aplicando as lógicas de ICMS e IPI.

Concluindo

Com esse artigo, esperamos que vocês consigam cada vez mais autonomia nas edições e alterações nos seus modelos de proposta comerciais. 

Lembre-se, estamos à disposição no chat para quaisquer dúvidas, sugestões e críticas. 

Confira a nossa Central de Conhecimento em suporte.ploomes.com

Nos vemos online! 

Encontrou sua resposta?