Introdução

A integração entre o ActiveCampaign e o Ploomes é bem simples e fácil de configurar. Ela se baseia em webhooks enviados pela funcionalidade de Automações do ActiveCampaign. O Ploomes recebe a informação do lead vindo do ActiveCampaign e cria um cliente e um negócio para ele.

Este documento explica o funcionamento do ActiveCampaign e como as suas Automações são integradas ao Ploomes. Depois, o documento instruí como o usuário deve ativar a integração. Por fim, explica como o escopo do projeto de desenvolvimento foi modificado ao longo do processo.

Escopo geral

A integração entre o Ploomes e o ActiveCampaign tem como objetivo receber os leads em automações ActiveCampaign, por meio de ações de webhooks.

Funcionalidade de Automações do ActiveCampaign

O ActiveCampaign tem uma funcionalidade chamada Automações, que permite ao usuário criar fluxos de manipulação e de ação com contatos captados. Esses fluxos sempre começam com os gatilhos. Por exemplo, o lead abriu um e-mail específico do recurso do ActiveCampaign e o sistema insere uma tag nas informações do lead. A ação de abertura do e-mail é o gatilho e a inserção da tag é a consequência acionada pelo gatilho. Mais de uma ação podem ser disparadas pelo mesmo gatilho. O usuário só precisa clicar no ícone de “+” no fluxo para adicionar uma nova ação.

Veja um exemplo na imagem abaixo que ilustra um fluxo completo, desde a ativação do gatilho até a finalização da automação. O fluxo começa com o gatilho do contato que recebe a tag “Refund Requested“. Logo em seguida um webhook é disparado para a URL disponibilizada na configuração da automação. Depois disso, duas ações são executadas: é enviado um e-mail padrão para o contato e o responsável pelas restituições recebe uma notificação. Depois de 3 dias, a automação envia um e-mail para o contato sobre o status do chamado de restituição e encerra o fluxo.

Comportamento da integração

No ActiveCampaign um gatilho pode disparar diversos tipos de ações. Uma dessas ações é um webhook. Portanto, é possível criar uma automação que, a partir de um gatilho definido, envia informações do contato para o Ploomes através de um webhook. Ao receber as informações do lead através da integração, o Ploomes pode criar um dos seguintes comportamentos, a definir pelo usuário:

● Criar empresa, pessoa e negócio;

● Criar pessoa e negócio ou

● Criar empresa e pessoa.

Caso o cliente escolha uma opção de comportamento que inclui a criação de negócios, outras duas regras de configuração vão ficar disponíveis. Na primeira, o usuário vai escolher qual funil e estágio que os leads serão criados. Por fim, o usuário terá a escolha de impedir a criação de um novo negócio caso outro aberto já exista para aquele cliente.

Como mencionado anteriormente, o funil definido como o padrão receberá os leads do ActiveCampaign como default. Mas, se for de interesse do cliente, também é possível criar automações no Ploomes para remanejar esses leads para outros funis utilizando as automações genéricas do Ploomes.

Outro tipo de configuração disponível é o mapeamento de campos. O usuário pode definir quais campos do ActiveCampaign vão ser enviados ao Ploomes. Tendo em vista que os webhooks do ActiveCampaign só exportam informações de contato, apenas campos de contato dessa ferramenta estão disponíveis para o mapeamento. Contudo, é possível passar as informações dos contatos do ActiveCampaign para campos de pessoas, empresas e negócios do Ploomes.

Para configurar o mapeamento de campos e ativar a integração, é preciso inserir a URL da conta do Active Campaign e a chave de integração (esses dados são obtidos na página de configurações da conta do cliente da ActiveCampaign). Ao finalizar as escolhas das regras de negócio e de mapeamento, o usuário poderá habilitar a integração e usufruir dos dois sistemas.

Para as instruções de ativação da integração, clique aqui

Encontrou sua resposta?